Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Cadeirinhas: testes mostram problemas na segurança em dois modelos
Equipamentos de duas das marcas decepcionaram nos resultados de batidas laterais e um dos modelos também mostrou risco em casos de impactos frontais
10 dezembro 2019 |
teste cadeirinha batida lateral

Dois modelos de cadeirinhas para o transporte de crianças nos carros tiveram baixo desempenho em novos testes da PROTESTE dentro do Programa de Avaliação de Sistemas de Retenção Infantil (PERSI).

Os equipamentos de duas das 10 marcas avaliadas decepcionaram no teste de segurança lateral e um dos modelos também mostrou que as crianças estão em risco em casos de impactos frontais.

Ao todo foram testados 11 modelos das marcas comercializadas no Brasil, Argentina, México e Uruguai, mas que também pode estar à venda em outros países da região.

Os dois modelos, comercializados no Brasil, mal avaliados, ambos do grupo bebê conforto, são Cosco Bliss e Styll Baby. Eles foram mal avaliados no teste de impacto lateral, permitindo um forte contato da cabeça com a porta ao lado ou na alta carga no peito da criança. Isso aconteceu pela falta de um melhor dimensionamento das asas laterais da cadeira e do estofamento insuficiente.

Estes dois modelos também foram considerados pequenos para suportar um passageiro de 13 kg (aproximadamente 1 ano de idade). Além de desconfortável, a cabeça da criança fica acima do limite do encosto o que, nos casos de batida lateral, potencializa o problema.

A recomendação da PROTESTE é que pais que tenham esta cadeira e que não possam comprar outra imediatamente a utilizem no máximo até a criança completar 9 meses.

Já nos testes de impacto frontal, o modelo da Styll Baby teve o arnês - o cinto que prende o tronco da criança – rompido com a batida, o que coloca o pequeno passageiro em risco, já que ele pode escapar da cadeira.

 

 

Mais problemas

A série de testes realizados nos SRI (Sistemas de Retenção Infantil)  pela Latin NCap (Organização independente que avalia a segurança automotiva na América Latina) também avaliou a facilidade de uso desses equipamentos de segurança. As instalações das cadeirinhas dos modelos da Cosco Bliss e Styll Baby também ficaram com os piores resultados. Os equipamentos têm instalação ruim com os bonecos maiores, de 13 kg, que ficam apertados na cadeirinha.

Os manuais dos modelos da Cosco e Styll Baby também foram mal avaliados, pois não são didáticos principalmente com informações sobre onde e como passar o cinto de segurança, que é o equipamento que prende a cadeirinha no veículo. Pessoas sem experiência podem ter dificuldade para instalar o produto.

É importante destacar que a instalação correta das cadeirinhas é fundamental, pois, caso existam folgas ou o cinto do carro não passe pelos lugares corretos e sem dobras, a segurança do pequeno passageiro pode ser prejudicada.

A PROTESTE ressalta que a criança sempre estará mais segura em qualquer cadeirinha do que fora dela, independente do resultado dos testes. Caso o resultado das avaliações faça com que o pais queiram trocar o modelo, eles devem continuar a usar o antigo até que o outro seja instalado no veículo.

Para estes e outros resultados o consumidor pode consultar o comparador da PROTESTE em nosso site: https://www.proteste.org.br/carros-e-mobilidade/cadeirinha-e-bebe-conforto/teste/cadeirinha-de-automovel/results. Neste link o consumidor poderá consultar todos os modelos que a PROTESTE recomenda para compra.

As cadeirinhas aprovadas nos testes do Programa de Avaliação de Sistemas de Retenção Infantil (PERSI) e também recomendadas serão divulgadas na próxima edição da revista PROTESTE, em fevereiro de 2020. Seja assinante e tenha acesso aos conteúdos exclusivos da PROTESTE.

Como fazemos o teste

Os testes de impacto frontal foram realizados em parte na estrutura de um Volkswagen Golf, usando o pulso de desaceleração médio de todos os carros avaliados pelo Latin NCAP. O impacto lateral também é feito em parte da estrutura de um Volkswagen Golf VII, que bate contra uma porta fixa, com um ângulo de 10 graus na direção do impacto. Nem todas as configurações de posição da cadeira são avaliadas. As posições mais exigentes são geralmente testadas. A facilidade de uso foi avaliada por meio de uma lista de verificação adaptada à situação na América Latina.

O que é o PESRI

Programa de Avaliação de Sistemas de Retenção Infantil (PESRI) é uma associação de várias entidades que trabalham para alcançar os Objetivos Globais de Segurança Viária da ONU (Organização das Nações Unidas), que oferece àqueles que fazem o transporte de crianças da América Latina uma avaliação independente de alguns dos SRIs mais comuns no mercado. Os parceiros do programa são o Global NCAP, International Consumers Research & Testing (ICRT), Fundação Gonzalo Rodríguez (Uruguai), ProTeste (Brasil), ODECU (Chile), O Poder do Consumidor (México) e a FIA Região IV.

Leia também

chevrolet-cruze-crash-test-latin-cap
bag-mortal-takata
cobertura-seguro-carro

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.