Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Pesquisa PROTESTE mostra que pandemia provocou alta da cesta básica em SP

Alta em maio foi de 14% em itens essenciais em 50 supermercados

14 maio 2020 |

Pesquisa exclusiva da PROTESTE para o SPTV 1ª edição, telejornal da Globo para a Grande São Paulo, apontou que a tentativa de estocar alimentos no início da pandemia da covid-19 elevou os preços de itens da cesta básica. O levantamento foi feito com produtos em 50 supermercados da capital paulista.

A pesquisa

Foram pesquisados preços do feijão carioca, óleo de soja, açúcar refinado, sabão em pó, leite integral, papel higiênico, sabonete, água sanitária, e desinfetante. A alta foi de 14% em maio. Todos os itens custaram em média, neste mês, R$ 52,03. Em julho do ano passado os mesmos produtos custavam em média R$ 45,56.

O que dizem nossos especialistas

"A regra é não estocar, não vivemos o desabastecimento", explicou Henrique Lian, diretor de relações institucionais da PROTESTE no telejornal.

Da lista de itens, o "vilão" foi o feijão carioca, que registrou 66% de alta no preço. "O feijão enfrentou o que se chama na economia de tempestade perfeita. Quando os consumidores foram às compras para fazer o estoque de alimentos essenciais, o feijão carioca estava enfrentando uma entressafra e 45 dias sem chuvas no estado de São Paulo", afirmou Lian.

 

Leia também

atendimento-juridico

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.