Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Ovos de Páscoa: peso informado no rótulo x peso real
Testamos 19 produtos, de diferentes tamanhos e marcas para verificar possíveis discrepâncias. Confira os resultados
28 março 2018 |
peso-ovos-pascoa-newsflash

O brasileiro ama chocolate. Não à toa, nosso país é hoje o quinto maior mercado do produto no mundo, segundo a Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados), com consumo médio per capita de 2,5 quilos por ano.

Além disso, a tradição de consumir e presentear as pessoas com ovos de chocolate no período da Páscoa é bastante forte no Brasil. Só em 2018, por exemplo, o mercado brasileiro recebeu 130 lançamentos do produto.

Com a Páscoa à porta, decidimos sair às lojas para avaliar diferentes amostras e contar para você, consumidor, se a quantidade prometida na embalagem desses produtos corresponde à realidade.

Antes de tudo, ressaltamos que os ovos de Páscoa utilizados para essa análise foram adquiridos de forma aleatória, em diferentes lojas e, em nenhum momento nos identificamos como sendo a PROTESTE ou qualquer órgão fiscalizador.

Confira os produtos avaliados

Para a medição da massa, consideramos 19 itens voltados ao público adulto por oferecerem, junto ao ovo de páscoa propriamente dito, um recheio de chocolate.

peso-ovos-de-pascoa-2

Como fizemos a avaliação

Medimos a massa de cada produto, utilizando uma balança semi-analítica, calibrada, com 0,1 g de precisão, e um prato de plástico de baixa massa total, que comportou o produto no instrumento de medição.

Avaliamos três amostras iguais de cada item selecionado, sendo considerada a massa total de chocolate, incluindo o peso dos bombons vendidos em conjunto com os ovos de páscoa e excluímos a tara da embalagem. 

peso-ovos-de-pascoa-1

Todas as embalagens foram abertas ou destruídas para que pudéssemos acessar o produto em sua totalidade. Desse modo, pudemos determinar o conteúdo efetivo (quantidade de produto efetivamente existente e em comercialização) de cada amostra.

Na avaliação individual, adotamos a tolerância de 3% sobre a massa nominal. Ou seja, a diferença tolerada para menos entre o conteúdo efetivo e o conteúdo descrito no rótulo, não deve ultrapassar 3% da quantidade informada na embalagem. 

tabela-pesagens

Produtos com discrepância de peso

Em uma primeira medição, encontramos diferenças significativas entre o peso anunciado e o peso real dos produtos Brasil Cacau Minitrufa Tradicional, de 160 g e Lacta Bis Ao Leite, de 318 g.

Uma das amostras do ovo de Páscoa Brasil Cacau Minitrufa Tradicional, de 160 g ficou abaixo da tolerância adotada: nossa medição apontou 152,03 g quando o limite mínimo deveria ser de 155,20 g.

Já em uma das amostras do ovo de Páscoa Lacta Bis Ao Leite, que informa ter 318 g em seu rótulo, foi medida 303,11 g, quando o limite era de 308,46 g. Ou seja, o ovo veio com 5,35 g a menos do que a tolerância adotada.

Diante dessa análise, foram adquiridas novas amostras para os dois ovos, e novas medidas foram tomadas para a validação da massa individualmente. Nessa segunda medição, não foram encontradas diferenças acima da tolerância de 3% sobre a massa nominal e, dessa forma, não podemos afirmar que a diferença encontrada em um dos ovos seja válida para todos os produtos ofertados no mercado.

Massa do recheio pode elevar muito o preço

Muita gente não sabe, mas, de acordo com a legislação vigente, o recheio do ovo de Páscoa deve ser incorporado à massa total do produto. Muitas vezes, essa informação não vem explícita na parte frontal da embalagem.

peso-ovos-de-pascoa-3

E devido a isso, encontramos proporções significativas e surpreendentes de recheios em relação à massa total do ovo de páscoa. No ovo de Páscoa Minitrufa Tradicional de 160 g, por exemplo, comercializado pela marca Brasil Cacau, 30% do ovo de páscoa é composto pelo recheio - Minitrufas cobertas com chocolate ao leite, o que corresponde a R$8,19 quando comparado ao preço médio do produto.

Para os ovos Ferrero Rocher de 225 g, e Crocante e Ao Leite da Kopenhagen, ambos de 150 g, a parcela de recheio - bombons Ferrero Rocher e bombons sortidos, respectivamente- corresponde a 21% do ovo de páscoa.

Será que vale a pena?

Somado a isso, foi no preço do quilograma do chocolate contido nos ovos de Páscoa que os valores mais surpreenderam: no caso de um ovo infantil,  o item pode custar até 931% a mais do que o tablete de chocolate também ofertado pela mesma marca.

Portanto, se você está pensando em comprar o produto sem pagar valores abusivos, nossa recomendação é: pesquise bem antes de comprar.

Caso deseje presentear alguém, você também pode usar a criatividade: se o presente for para uma criança, por exemplo, compre uma barra e inclua um brinde a sua escolha.

Assim, você foge dos altos preços dos ovos e não decepciona os pequenos.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

feijao-causa-gases
mudancas-afetam-bolso
dessalgar-bacalhau
abertura

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.