Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Drones encolhem para conquistar fãs de selfies
Na CES de Las Vegas, os fabricantes de drones apresentaram produtos com tamanho bem reduzido para quem curte os auto-retratos.
10 abril 2015 |

Fotógrafos e profissionais de vídeo já adaptavam as action cams (como a go pro) aos drones para obter ângulos incríveis. Agora, os fabricantes destas pequenas aeronaves integraram a estes equipamentos câmaras com estabilizador de imagem e maior qualidade. Algumas marcas até apostam na moda das “selfies” para conquistar o público em geral.

Confira no vídeo como os drones querem conquistar os adeptos das selfies:

 

“Leve suas selfies a novas alturas”

Não deu outra na CES de Las Vegas: a tecnologia follow me (siga-me) deu as cartas na área dos drones. O sistema permite ao gadget fotografar (ou acompanhar e filmar) de forma automática. É ideal para fotografias aéreas de esportes radicais.

Com o slogam “Leve as suas selfies a novas alturas”, o drone Zano pode ficar numa posição fixa no ar enquanto captura a imagem – ou ser programado para seguir o movimento da sua aventura. É muito compacto e leve e rivaliza com os populares paus de selfie para capturar fotografias com celulares ou câmaras, ou mesmo com as action cams.

O drone Zano cabe na palma da mão e dispõe de vários modos de voo. Pode até acompanhar alguém de forma automática.

Tão pequeno que até pode ser usado no pulso, o drone Nixie (que ainda é um projeto) é, na verdade, um acessório. Basta atirá-lo, e a força determina a distância a que se coloca do usuário. Através do reconhecimento facial, ele vira-se para o “dono” e captura a selfie.

O Nixie, que na época da feira ainda não tinha a sua aparência final definida, trouxe o conceito de drone como acessório.

Um dos produtos que foi sensação na CES foi apresentado pela DJI, a marca do conhecido drone Phantom. Trata-se do drone Inspire 1, cuja câmara integrada grava em resolução 4K, e que pode ser controlado por dois dispositivos móveis simultaneamente: um smartphone pode pilotar o drone e o outro comanda a posição da câmara. A câmara pode ser usada de forma autônoma, num suporte fora do drone. Nas mãos ou no alto, o equipamento possibilita o registro de boas imagens panorâmicas em 360 graus.

O DJI Inspire 1 possibilita imagens em 360 graus com elevada qualidade.

Action cams não ficam paradas

Estes equipamentos também apostaram em inovações para tirar selfies. A action cam Casio EX-FR10 pode assumir três configurações diferentes: uma câmara típica, com tela na área traseira e lentes à frente; com as lentes na direção da tela, para facilitar as selfies; e com a tela separada das lentes, em que os componentes comunicam por Bluetooth (o aparelho também possui Wi-Fi).

A câmara pode ser presa no pulso, num capacete ou em uma mochila, e tem um sensor de 14 MP. A tela LCD é de 2 polegadas e com touchscreen. Grava em cartões micro SD. Com cerca de 175 g, o equipamento tem autonomia de cerca de uma hora para vídeo Full HD (30 fps).

A Casio EX-FR10 pode assumir três configurações diferentes. Nesta opção, as lentes ficam na direção da tela, a fim de facilitar a selfie.

A Casio EX-FR10 pode assumir três configurações diferentes. Nesta opção, as lentes ficam na direção da tela, a fim de facilitar a selfie.
A Casio EX-FR10 pode assumir três configurações diferentes. Nesta opção, as lentes ficam na direção da tela, a fim de facilitar a selfie.

A Casio EX-FR10 pode assumir três configurações diferentes. Nesta opção, as lentes ficam na direção da tela, a fim de facilitar a selfie.
A Casio EX-FR10 pode assumir três configurações diferentes. Nesta opção, as lentes ficam na direção da tela, a fim de facilitar a selfie.

Leia também

distrato
economizar
festa junina
azeite-proibido

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.