Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Eletrônicos: as tendências para 2011
Novidades são apresentadas na Consumer Electronics Show 2011, em Las Vegas.
14 janeiro 2011 |

Em janeiro Las Vegas hospeda a Consumer Electronics Show (CES). Mais de 2.500 fabricantes apresentaram suas inovações. Este evento é considerado o termômetro do mercado para quem quer descobrir as tendências futuras para as próximas temporadas.

O ano dos tablets

2011 é, definitivamente, o ano dos tablets (sobretudo do iPad), que se destacam pelo seu sistema, dimensão, cor e aplicações. Mais de 80 produtos têm previsão de lançamento para este ano, e a maioria foi apresentada na CES.

Especialistas prevêem que até 2014, mais de 200 milhões de tablets serão vendidos. A tendência é que esse produto conquiste espaço no mercado de PCs, netbooks e smartphones.

Home 3D

O mercado de TV apresentou novidades, sobretudo para o segmento 3D. A LG apresentou um modelo com tela passiva, que utiliza modelos mais simples (e baratos) de óculos. Outras empresas também divulgaram experimentos de telas 3D sem o uso de óculos.

Aplicativos para TV

Cada vez mais as TVs podem ser conectadas – com ou sem fio – à Internet, integrando serviços e aplicações. Os fabricantes também têm aumentado a qualidade do som das telas e investido em soundbars, sempre pensando em soluções para o consumidor.

Gadgets para smartphones

Outra tendência é a integração de leitores multimidia, compartilhando num mesmo dispositivo músicas, fotos e arquivos de vídeo. Além disso, a CES também apresentou muitos gadgets e aplicativos para smartphones, especialmente para produtos como a Apple iPad, iPhone e seus concorrentes com base em Sistema operacional Android.


Leia também

Zoom de cartão de crédito
onix
Bandeja de carne
distrato

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.