Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

PROTESTE testa o Crimson Dragon
Veja nossas primeiras impressões sobre o novo jogo exclusivo para o Xbox One, que apesar de possibilitar batalhas on-line, peca em alguns efeitos visuais.
24 janeiro 2014 |

Crimson Dragon não é vendido em mídia física (ou seja, você deve fazer o download para jogar). O objetivo é guiar os dragões contra todas as investidas das forças inimigas a fim de destruir o planeta.
Continuando as aventuras de Panzer Dragoon (DreamCast) e Panzer Dragoon Orta (Xbox), Crimson Dragon também permite que você ensine novas habilidades aos seus amigos lagartos, fazendo com que estes adquiram maior agilidade, resistência e poder de fogo.
 
Também é possível travar batalhas on-line. Os elementos de enredo e a quantidade de atributos modificáveis presentes no título são bem completos. Entretanto, há defasagem nos efeitos visuais e falta capricho no rugido das feras, além de falhas na navegação aérea para conciliar os controles do dragão com a mira. Também há confusão no uso combinado dos direcionais analógicos esquerdo e direito, que não são intuitivos. Outro ponto que pode desanimar são os cenários, que parecem todos iguais.
 
O jogo é exclusivo para o Xbox. No dia em que fizemos o teste, o jogo custou R$ 36, mas no dia da publicação deste review, saía por R$ 39 (mais IOF - Imposto sobre Operações Financeiras). Veja o review completo preparado pelo especialista em games Thiago Porto:

Leia também

Consumidor confuso
onix
conta

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.