Notícia

iPad Pro vale a pena para usuários profissionais?

15 dezembro 2015
ipad-pro

15 dezembro 2015

Confira a opinião dos especialistas da PROTESTE sobre os prós e contras do iPad Pro e descubra se vale a pena investir mais de R$ 7 mil neste aparelho.

O iPad Pro é com certeza um dispositivo top de linha. A tela é realmente grande e com uma ótima qualidade, porém, como o uso é indicado para profissionais pode não ser muito prático para carregar e utilizar no dia-a-dia. Por isso, a PROTESTE avaliou os pontos positivos e negativos do aparelho para indicar se vale a pena investir R$ 7 mil nesta novidade da Apple.


COMPARE TABLETS


O fato é que o aparelho é realmente grande e um pouco pesado se comparado com o iPad Air, porém pode ser considerado leve se comparado a um notebook. 


A definição da tela também é muito boa com 2048x2732 pixels, porém essa resolução é um pouco abaixo da resolução 4K, por esse motivo os vídeos rodam em FullHD, assim como todos os aplicativos como YouTube e Netflix.


Para assistir vídeos através do YouTube a resolução é ainda menor, com no máximo 720p. Neste caso não é possível desfrutar de uma ótima resolução de tela por conta desta limitação do próprio site.


Infelizmente, até o momento, muitos aplicativos não estão otimizados para esse tamanho elevado de resolução e tela. Os sites Youtube, Google e Facebook, por exemplo, podem passar a impressão de possuir letras gigantes, porém essa otimização chegará nos próximos meses, assim como aconteceu no primeiro iPad quando usava os aplicativos do iPhone.



Uma novidade interessante é a opção de assistir vídeos em uma tela pequena como uma janela sobreposta sobre outros aplicativos abertos. Desta forma, é possível assistir um vídeo e navegar na Internet ao mesmo tempo.



O som do dispositivo procedente de quatro alto-falantes é realmente muito bom, com volume alto e som de boa qualidade. Sem dúvida, é uma das melhores caixas de som de um dispositivo portátil.



Para gráficos de jogos o uso deste dispositivo é realmente excelente. Para imagens e vídeos faz gravações em FullHD com câmera traseira de 8 MP e com a câmera frontal de 1.2 MP. Porém, tirar fotos com o teclado acoplado não é a melhor das funcionalidades.



As opções de armazenamento de memória do iPad Pro começam em 32GB. Este é um ponto positivo, já que apenas 16GB não é indicado para o segmento de tablet profissional. Porém, na realidade todo dispositivo de 32GB possui a memória disponível de somente 26,4GB.


O iPad Pro custa mais de R$7.299 na versão somente Wi-Fi com 32GB  e pode chegar a até $9.699 na versão de 128GB com Wi-Fi e 3G, nas cores prateada, dourada e cinza espacial. Ambos os valores são exorbitantes para um aparelho com alguns pontos negativos.


O iPad Pro vem com um carregador especial que é mais poderoso que do iPhone, porém caso possua outros aparelhos da Apple o novo carregador não será compatível.


Acessórios exclusivos do iPad Pro

Assim como todos os outros iPads, o iPad Pro chega ao mercado com algumas opções de acessórios exclusivos criados especialmente para potencializar o uso de forma profissional.

Um deles é o smartkeyboard, um teclado via bluetooth utilizado também como capa. O preço de R$1.299 cobrado pelo acessório é exorbitante e pode ser comparado ao preço de um notebook.

Outro acessório exclusivo do iPad Pro é a pencil, uma caneta também via bluetooth. Para carregar a bateria da caneta é só plugá-la na saída lightning e sua bateria dura até 12 horas. A caneta pode ser usada tanto para interagir com o aparelho substituindo o toque na tela, como para desenhar e escrever. 

Existe também um controle na caneta para verificar a pressão feita pelo usuário e desta forma verificar a intensidade do traço, lembrando bastante uma caneta normal. O preço da caneta de R$849,00 é também é considerado oneroso para o que oferece.



Facilidades de uso do iPad Pro

A dúvida é: você realmente pode substituir um computador pessoal por esse novo conceito de tablet?

A resposta depende do tipo de uso do seu notebook. Se você precisa usar o notebook para ler e criar documentos em Word, você encontrará limitações no dispositivo, principalmente se você utiliza programas do pacote Office.

No Excel, a Macro não funciona, assim como o famoso “Ctrl-C - Ctrl-V” ( Copiar e colar), desta forma não é fácil trabalhar com a mesma eficiência. Neste caso o iPad Pro será útil somente para leitura de planilhas e pequenas adaptações.

No que diz respeito ao Word, o programa funciona bem para edições básica de documentos. Caso o relatório demande funções mais pesadas, como um layout especial, a utilização do notebook será mais apropriada.

Outro ponto negativo do Ipad Pro é o fato de não poder usar o mouse e por isso o usuário fica restrito a tela de toque e isto pode prejudicar a facilidade de uso destes programas.


Conclusões dos especialistas da PROTESTE

Se você estiver confortável com o tamanho e volume de um notebook este aparelho ainda é o único capaz de atender demandas profissionais.

Se você precisa de algo mais leve e portátil, escolha um notebook dois em um, conhecidos como notebooks híbridos.

Por estes motivos a compra do Ipad Pro não é aconselhada pela PROTESTE. O fato é que o aparelho está sendo vendido por um preço exorbitante e pode não atender as demandas de uso de um profissional. 

Confira abaixo os principais pontos negativos do aparelho:

  • Possui apenas 26,4GB de memória.
  • O número de aplicativos na App Store é limitado comparado a variedade de programas do Windows ou do Macintosh.
  • Não é possível utilizar um mouse.
  • Não possui atalhos no teclado.
  • Preço exorbitante.





Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você! 

Se você é associado PROTESTE e precisa de ajuda com nosso conteúdo ligue para (21) 3906-3980.


Imprimir Enviar a um amigo