Notícia

Motorola XOOM usa Android 3.0 em briga com iPad

26 maio 2011

26 maio 2011

Navegação no tablet é fácil e rápida, mas sistema operacional ainda precisa de mais aplicativos.

Com a versão 3.0 do sistema operacional Android, o XOOM, tablet lançado pela Motorola, promete sacudir o mercado e colar no iPad, da Apple, líder disparado no segmento. Mas, inicialmente, essa tarefa não será muito fácil.

Embora a navegação pelo XOOM seja fácil e rápida, em função da interface em abas, melhor do que as janelas ocultas do iPad, o produto fica em desvantagem pela falta de aplicativos e a ausência de uma fonte de músicas e vídeos como o iTunes Store.

Ainda há poucos aplicativos para tablets com o Android e, no Android Market, não há identificação de quais desses aplicativos são otimizados ou não. O XOOM oferece suporte para Flash (basta fazer o download, que é gratuito), embora ele prejudique o desempenho de navegação, principalmente quando a animação for em 720p.

Resolução é superior

A resolução é de 1200 x 800 HD, maior do que a do iPad 2, e o espaço de armazenamento é de 32 GB, com entrada para cartões microSD. Possui conexão Wi-Fi e Bluetooth e há versões 3G comercializadas por operadoras de telefonia. O XOOM vem equipado com processador Dual Core Nvidia Tegra de 1 GHz, acompanhado de 1 GB de RAM. O tablet pesa apenas 730 gramas e possui uma tela de 10,1 polegadas.

O tablet da Motorola possui conector USB e duas câmeras: uma frontal de 2 MP para videoconferências e uma de 5 MP traseiras que pode gravar vídeos em HD. Na parte de baixo há uma conexão mini HDMI que permite que seus vídeos e fotos gravadas possam ser reproduzidos em TVs.

Potencial

O Motorola XOOM é um bom tablet. Porém, ainda depende que mais aplicativos sejam desenvolvidos para o Android, o que acaba “ofuscando” seu poder. Se esses problemas forem resolvidos, o XOOM tem potencial para ficar entre os melhores do mercado.

Preço de referência: R$ 1.899, na versão de 32 GB, com Wi-Fi.


Imprimir Enviar a um amigo