Notícia

Tablet: guia de compras

06 setembro 2012

06 setembro 2012

Avalie finalidade, peso e autonomia da bateria antes de comprar.

Ainda caros no Brasil, com bons aparelhos custando a partir de R$ 1.000 e os mais sofisticados, cerca de R$ 2.000, os tablets aos poucos começam a ganhar popularidade e a ser vistos nos mais diversos ambientes.

Essa é a principal vantagem que esse aparelho oferece: mobilidade.

Quanto mais leve, melhor

Leve, com design moderno e longa autonomia de bateria, ele oferece a conveniência de poder ser carregado a qualquer lugar, para ler textos, acessar e-mails, ver vídeos ou ouvir músicas e tirar fotos, entre outras funções.

Portanto, leveza é um critério fundamental ao escolher o seu tablet. Em nosso teste verificamos aparelhos que pesavam desde 376 g, como o Samsung Galaxy Tab 7.0, até quase 1 kg, caso do Asus Eee Pad Slider.      

Dúvidas entre tablets e netbooks ainda são frequentes

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre as diferenças entre um tablet e um netbook e qual vale mais a pena. Isso depende de uma série de fatores. Caso você escreva muito, lembre-se que tablets não têm teclados físicos e, portanto, redigir pode ser uma tarefa cansativa, mais indicada para netbooks.

Apenas poucos tablets também oferecem entradas para USB ou HD externo. Foi o caso, no nosso teste, dos modelos da Acer, Motorola e BlackBerry.  

Atenção à conexão à Internet e à autonomia da bateria

Como todo tablet foi feito para ter acesso à Internet, dê preferência aos que têm conexão 3G, como algumas configurações do iPad 2, Samsung Galaxy e Motorola Xoom.  

Preste atenção também se o seu se adapta bem ao seu colo, já que ele ficará lá a maior parte do tempo, e à qualidade de sua tela e touchscreen. Muitos já oferecem GPS, o que pode ser vantajoso no caso de levá-los para viajar ou durante deslocamentos diários.    

Por fim, outro critério fundamental: a autonomia da bateria. Os melhores tablets duram até oito horas ininterruptas.     


Imprimir Enviar a um amigo