Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

PROTESTE difunde conteúdos aos consumidores em lives semanais

Especialistas PROTESTE debatem nas redes sociais direito do consumidor, proteção de dados, boas práticas na área de saúde, empreendedorismo alimentar em tempos de crise e impactos da Covid-19 no consumo

12 maio 2020 |

Nesta quarta-feira a PROTESTE inova em sua transmissão ao vivo dos debates sobre temas relevantes para o consumidor: o encontro marcado será no Linkedin da maior associação de consumidores da América Latina, a Proteste Brasil. A pauta é a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), um conjunto de normas que regula as atividades de tratamento, uso e armazenamento de dados pessoais. No dia 6 de maio, a LGPD teve sua vigência adiada para 3 de maio de 2021, o que garante mais tempo para que as empresas se adaptem à nova legislação. 

AGENDA LIVES PROTESTE

Quarta-feira, 13/05, às 16h 
Linkedin Proteste Brasil
Tema - LGPD: implementação e discussões práticas

O especialista em direito do consumidor da PROTESTE, Renato Santa Rita convida o professor do curso on-line da PROTESTE, Save the Data, Diogo de Souza e Mello, especialista em Direito e Novas Tecnologias, para tratar de assuntos como: 
Como colocar em prática a LGPD em sua empresa? 
Quais as novas profissões que serão criadas com a implementação da lei? 
Como fazer as adaptações internas? 
Como funciona o esquema de parceria de compartilhamento de dados entre as empresas.

Sexta-feira, 15/05, às 16h
Transmissão simultânea Facebook e Linkedin Proteste Brasil
Tema: Como se posicionar no ambiente digital

Norma da Matta, professora na Unesa e UVA de Planejamento de Marketing Digital, Métricas e Monitoramento na web, E-Commerce e Comunicação em ambiente Digital, é a convidada da live Tête-à-Tête com a PROTESTE. No bate-papo ela abordará questões como: 
Como as empresas podem se destacar e continuar tendo visibilidade na pandemia
Como se reinventar no marketing digital em diferentes segmentos?
Qual a importância da presença digital  no posicionamento da empresa em um momento de crise?
Qual o caminho a seguir por quem ainda não está no ambiente digital? 

Quarta-feira, 20/05, às 16h
Transmissão simultânea Facebook e Linkedin Proteste Brasil
Tema: Decisões certas nos negócios da gastronomia em tempos de crise

Rachel Carvalhaes, proprietária da C´est Prêt Consultoria, especializada em auxiliar e aperfeiçoar a gestão de empreendimentos gastronômicos, responderá as principais dúvidas sobre quem já empreende ou deseja empreender no ramo da alimentação. 
Qual deve ser o layout dos negócios gastronômicos pós-Covid 19?
Que tipo de treinamento os profissionais do setor devem ter?
O que muda nas técnicas de finalização e manipulação de alimentos?
Qual o foco das campanhas de marketing pós-corona?
Quais as recomendações para as finanças de quem já tem um negócio e está lidando com a redução do faturamento?
Lembrando que a PROTESTE possui um curso on-line completo para quem deseja se aventurar nesta área, o Você Chef: da Cozinha ao Lucro. 

Sexta-feira, 22/05, às 16h
Transmissão simultânea Facebook e Linkedin Proteste Brasil
Tema: O aumento dos ataques cibernéticos com a quarentena

O fluxo de dados digitais em todo o mundo aumentou consideravelmente com a quarentena.  Consequentemente, a OMS registrou também o aumento de ataques cibernéticos às suas plataformas desde o início de Março . E a CISA (Agência de Infraestrutura de Segurança dos Estados Unidos) emitiu um alerta pedindo atenção aos golpes virtuais relacionados à enfermidade. Na live de sexta-feira, iremos conversar com o especialista da PROTESTE, Thiago Porto sobre: 
Tipos de vírus cibernéticos
Os ataques mais comuns: a Febraban apontou alta de 44% nos links maliciosos de fevereiro para março de 2020 com o objetivo roubar dados e dar acesso a contas bancárias ou cartões de crédito do consumidor. 
Dicas para se prevenir

Leia também

curso lgpd
atendimento-juridico

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.