Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Proteste esclarece o que é Reduflação e como ficar atento à esta prática

Entenda o que é e como estar atento às embalagens

20 maio 2022 |

De forma direta, é uma prática da indústria que diminui o tamanho de pacotes ou o peso de embalagens, sem que os preços reduzam em proporção – em muitos casos o valor não altera ou até mesmo sofre aumento. Ganha maior evidência em períodos em que os níveis da inflação se encontram em alta. Em matéria para o Jornal O Globo, Isto é e Jornal da Tarde, da TV Cultura, nossos especialistas esclarecem.

A tática tem por objetivo evitar a queda nas vendas de determinados itens e tem sido observada, principalmente, em produtos de limpeza, alguns alimentos e guloseimas. Ela não é nova no mercado e não se configura como uma ação ilegal. No Jornal O Globo, Adriano Fonseca, advogado associado da PROTESTE, esclarece que:

"Embora a prática não seja ilegal, a Reduflação é algo que deve ser feito com muitas ressalvas. O consumidor acostumado a comprar um produto pelo mesmo preço pode acabar não percebendo que sua quantidade foi reduzida."  

O especialista alerta que é de responsabilidade da empresa fabricante a sinalização da mudança de tamanho e/ou peso na própria embalagem. A alteração precisa estar clara para que todos possam visualizar. Sendo assim, é necessário que a parte da frente do produto traga a descrição em letras e cores realçadas.

"O ideal é que o consumidor sempre fique atento aos produtos escolhidos, principalmente aqueles de compra recorrente. Caso seja feita de forma indiscriminada, sem que as devidas informações sejam apresentadas de forma que o consumidor logo as identifique, a Reduflação poderá configurar uma prática abusiva, assim como uma violação dos direitos de informação e princípios da boa-fé", diz Adriano.

Nosso Especialista em Direito do Consumidor ainda ressalta que: “A quantidade de reclamação não acompanha o crescimento da prática. Acreditamos que os consumidores não perceberam ou estão descrentes em buscar o seu direito.” Além disso, comenta a possibilidade de uma nova consulta: “É possível que haja uma nova pesquisa e fiscalização, pois a Reduflação cresceu e se tornou generalizada.”

Por fim, Mariana Rinaldi - Especialista PROTESTE - em entrevista concedida ao Jornal da Tarde, da TV Cultura sinaliza:

"Nós sempre recomendamos que o consumidor converse com o fabricante, através dos canais de atendimento. Caso nada seja feito, ele deve sim encaminhar denúncias para os órgãos de defesa do consumidor."

É importante que o consumidor esteja consciente de seus direitos. O conhecimento faz toda a diferença, na hora da decisão por um produto ou no momento de solicitação de um reajuste de compra por valores injustificáveis. Acompanhe nosso blog Seu Direito e mantenha-se sempre informado. 


A PROTESTE oferece o canal Reclame, que está disponível para você encaminhar sua reclamação contra um fornecedor de produto ou serviço. A mensagem é enviada para a empresa e a resposta chega na própria plataforma, em busca de uma solução para seu problema. Os associados possuem o auxílio de nossos especialistas em defesa do consumidor. Acesse o site ou ligue para 4020-7753.

Leia também

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.