Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Proteste alerta consumidores sobre a cobertura de seguros automotivos e taxa de conveniência

Matérias da TV Band contam com Juliana Moya para esclarecer dúvidas sobre seguro de carros com adesivos políticos e a cobrança de taxa de conveniência 

29 outubro 2020 |

Nesta quarta-feira (28), a especialista Juliana Moya participou do Jornal da Band e Melhor da Tarde na TV Band para informar aos consumidores sobre o risco de negação do seguro em carros com adesivos políticos e também sobre a cobrança, que pode ser considerada abusiva, da taxa de conveniência na compra online de ingressos.  Confira mais sobre as participações: 

Seguradoras podem não cobrir veículos com adesivos políticos

Em ano eleitoral, alguns consumidores costumam estampar em carros pessoais o apoio a um candidato por meio de adesivos. Entretanto, em caso de acidente, o seguro pode negar a cobertura. Juliana Moya explicou as razões para tal posicionamento das empresas e fez recomendações para o consumidor garantir a cobertura plena do seguro no Melhor da Tarde, na TV Band. 

“Muitas seguradoras consideram os veículos que circulam com esse tipo de adesivo são para uso comercial ou fins publicitários, portanto, o enquadramento dele deve ser correspondente e não apenas como veiculo de mero uso pessoal.” 

Veja a reportagem aqui.

Sem alternativa é cobrança abusiva

Centros culturais como cinema e casas de shows retomam a atividade conforme a flexibilização do isolamento social. A fim de respeitar as regras de prevenção, as bilheterias continuam fechadas e a única opção de compra de ingresso é online, o que conta com a taxa de conveniência. No Jornal da Band, Juliana Moya, especialista Proteste, comentou o porquê de a prática ser considerada abusiva nesse caso. 

“Um dos requisitos para não considerar a cobrança da taxa de conveniência como abusiva ou como venda casada é a questão do consumidor ter a alternativa, sem ela, seria sim uma cobrança abusiva.”

Veja a reportagem aqui. 

 

 

Leia também

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.