Notícia

Como aliviar e prevenir a cólica do bebê

05 janeiro 2016

05 janeiro 2016

Dor incomoda bastante a criança e pode tirar os pais do sério. Descubra como prevenir e aliviar o problema.

O cenário é bastante conhecido por pais e mães: a criança chora desesperadamente, fica agitada e nada parece resolver aquele incômodo. É a cólica, problema relativamente comum entre bebês a partir de três semanas e que, geralmente, ocorre no final do dia e durante a noite.


Felizmente, essas crises desaparecem até o quarto mês de vida. Mas, até lá, você pode seguir algumas dicas que permitirão impedir e aliviar essa dor tão chata.


Como saber se é cólica mesmo?

  • O choro é muito forte e nada parece acalmar a criança;
  • O neném fica muito agitado, balançando perninhas e se retorcendo continuamente;
  • A criança solta puns enquanto chora.


Como aliviar a cólica?

  • Calor moderado na região abdominal do bebê pode ajudar. Se possível, deixe a criança de fraldas. Mães e pais podem usar um top ou ficar sem camisa. Encoste então a barriga do bebê na sua. O contato pele com pele pode ser suficiente para acalmar o bebê. Papais podem ser ainda mais eficazes aqui porque sua temperatura corporal é ligeiramente mais alta que as das mães.
  • Ainda na estratégia do calor, você pode colocar uma bolsa de água morna na barriguinha do filhote – há produtos próprios para os pequenos. Envolva a bolsa sempre em uma toalha e cuidado para não exagerar na alta temperatura, já que a pele do bebê é bastante sensível.
  • Faça massagens suaves na barriga da criança, utilizando a ponta de três dos seus dedos em sentido horário – sempre com bastante delicadeza.
  • Você também pode deitar a criança de barriga para cima e fazer movimentos de bicicleta com as perninhas. Seja suave e constante, pois movimentos bruscos aqui podem resultar em golfadas.
  • Por fim, o pediatra pode recomendar alguma medicação para aliviar o incômodo. Mas nunca dê nenhuma medicação por conta própria.


Como prevenir a cólica?

  • Se seu pimpolho é amamentado, a mamãe pode mudar sua alimentação e verificar se o bebê chora menos. Alimentos que dão gases na mãe podem ser a causa da cólica no pequerrucho.
  • Caso a criança tome fórmula, ela pode ter alergia a algum componente. Converse com o pediatra para pedir alternativas.
  • Ponha o bebê para arrotar sempre após cada mamada. Quando utilizar mamadeira, na qual a sucção de ar é mais provável, pode ser interessante interromper brevemente a mamada para um arroto intermediário.
  • Mantenha a cabeça do seu filhote levantada durante a alimentação. Em bebês que mamam no peito, vale a pena variar posições e ter certeza de que a pega está correta.
  • Na hora de dar a mamadeira, certifique-se que o furo do bico não é grande demais. Em geral, mamadeiras menores (de 125 ml) têm bicos mais estreitos, próprios para recém-nascidos. Garrafas maiores (250 ml ou superiores), geralmente usadas em crianças com mais de 4 semanas, tem bicos mais largos. E nunca, nunca use nenhum utensílio para alargar o bico.
  • Também nas mamadeiras, o leite deve ocupar todo o bico, minimizando a sucção de ar.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo