Notícia

Whey Protein: tudo o que você sempre quis saber

03 fevereiro 2017
homem-academia

03 fevereiro 2017
Se tomar os devidos cuidados, o suplemento vai além dos modismos de academia. Ele pode ajudá-lo a ganhar massa magra e auxiliá-lo nos seus treinos. 

Homem preparando whey

Quer entrar em forma e não sabe bem se deve ou não acrescentar Whey Protein à dieta? A resposta dependerá dos seus objetivos. Se você busca aumentar a massa magra e a massa muscular esquelética, é fundamental que exista uma combinação de treinamento resistido, consumo hiperproteico e boa regulação hormonal. E fica mais fácil ajustar a quantidade de ingestão de proteínas em função do treino de força e hipertrofia através da suplementação de proteínas hidrolisadas – como as do soro do leite ou whey protein. Tem outras dúvidas? Veja aqui as respostas para as perguntas mais frequentes.


1. Posso engordar consumindo Whey Protein?
Sim, porque ele estimula a insulina, principal hormônio anabólico. Por isso, consumi-lo pode induzir ao aumento de gordura na composição corporal de pessoas que não fazem ajuste no restante da dieta em função do treino. 

2. Qual a diferença entre as fórmulas concentradas, hidrolisadas e isoladas?

Para garantir uma boa disponibilidade dos aminoácidos presentes no produto, é necessário que o suplemento seja capaz de se fragmentar dentro d’água (chamado de grau de hidrólise). Ou seja, um produto “100% hidrolisado” é aquele que apresenta maior pureza das substâncias desejadas. E isso permite uma recuperação muito mais rápida ao exercício realizado. Caso você não seja um atleta de alta performance, esta fórmula é extremamente substituível por outra mais simples e econômica. Já os que possuem concentrações de whey protein de aproximadamente 35 a 80 % são denominados como “Whey Protein Concentrado”. E quanto maior a concentração (%) na dose, maior a oferta dos aminoácidos, e melhor o produto. E os suplementos denominados de “100% isolados” são os que garantem presença de pelo menos 90% do concentrado de proteínas na fórmula, sem a presença de outros nutrientes. 

3. As três fórmulas podem ser consumidas por qualquer pessoa?

Não. Cada tipo de produto deve ser indicado e consumido pelo público-alvo específico. A escolha estará relacionada com os objetivos propostos (performance e composição corporal), condições fisiológicas e hábitos alimentares.

4. Quem não treina pode consumir os suplementos?
Sim, contanto que haja orientação nutricional de um profissional. 

Mulher, banana e whey

5. O produto é indicado apenas para ganho de massa muscular?
Não. A grande quantidade do aminoácido cisteína encontrada no whey garante melhor resposta imunológica, anti-inflamatória e antioxidante. É possível, inclusive, associar o uso do produto em dietas voltadas ao emagrecimento, desde que haja restrição do total de calorias ingerido, ajuste de carboidratos, proteínas e lipídeos. E, claro, que garanta a preservação das quantidades proteicas diárias necessárias. 

6. O consumo de Whey Protein pode acarretar problemas no fígado ou nos rins?

Sim, se for consumido exageradamente. Logo, a auto-suplementação é contra indicada, já que apenas profissionais especializados têm total compreensão da quantidade proteica individualizada. Agora, se estas condições forem asseguradas, não há contra-indicação.

7. É preciso obrigatoriamente consumir Whey Protein para aumentar minha massa muscular?
Não. Para aumentar o volume da musculatura, basta a associação de treino de força, condições metabólicas e hormonais saudáveis, e consumir quantidade de proteínas compatível às características individuais. Caso se consiga atingir os teores de proteínas através de fontes alimentares completas, como ovos, carnes, leites e derivados, não há necessidade de suplementos.

Homem bebendo whey

8. Existe o melhor momento para consumir? 
Se a sua intenção é ter a melhor recuperação muscular possível no treino, o consumo deve ser imediatamente após o treino. Entretanto, o horário é indiferente, se o seu objetivo se resume a abastecer seu plano alimentar de proteínas completas para aumento da massa muscular. 

9. Devo consumir com água ou posso combinar com outros alimentos?
A ingestão de Whey Protein com água é a forma mais rápida e pura do consumo do produto. Nem sempre esta é a melhor estratégia. Por exemplo, na busca por melhor recuperação de alguns exercícios (especialmente os de resistência), associar a frutas, sucos e outras preparações pode ser extremamente vantajoso.

10. Há perda de função se aquecer o whey protein em “receitas Fit”?
Se a sua intenção é buscar proteínas na quantidade necessária e de forma prática ao dia a dia, não haverá problema algum. Todavia, para pessoas que buscam atenuação de envelhecimento celular e melhor recuperação possível de treinamentos, é fortemente recomendável que evitem “receitas fit” que levem o produto a geleificar (tornar-se uma espécie de gel) e aquecer. A desnaturação de proteínas elimina as funções biológicas esperadas.

11. Deve-se confiar em qualquer produto?

Não. Nem todos os produtos no mercado possuem valor nutricional adequado; há alguns até contaminados com substâncias que não constam no rótulo. Então, antes de comprar o seu whey protein, cheque os relatórios da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e os órgãos de defesa do consumidor

12. Como saber a quantidade de whey protein a consumir?

Antes de acrescentar whey protein à dieta, consulte um nutricionista esportivo de sua confiança, para ajudá-lo a chegar a seus objetivos, sem comprometer a sua saúde


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).


Imprimir Enviar a um amigo