Notícia

Repelentes podem causar alergias

30 junho 2015

30 junho 2015

Nosso teste identificou que esses produtos podem causar reações adversas, principalmente em crianças. Utilização correta ajuda a prevenir problemas.

Os repelentes, quando utilizados corretamente, não são perigosos à saúde, pois, antes de serem disponibilizados no mercado, comprovam à Anvisa, sua segurança. Apesar disso, os repelentes trazem em sua composição substâncias que podem, por vezes, resultar em efeitos indesejados, como reações alérgicas, por exemplo. 


A PROTESTE testou 10 marcas de repelentes disponíveis no mercado e foi identificado que a maioria dos produtos pode oferecer risco a crianças.


O que analisamos nos repelentes

Como os produtos testados possuem diferentes ativos em diferentes concentrações, foi utilizado um modelo prático que leva em consideração a quantidade de produto que é utilizada, a concentração do ativo repelente em cada produto, o tempo em que a pessoa fica exposta ao repelente e as características de cada organismo (peso e superfície corporal de adultos e crianças).  

Foram determinados os riscos para dois tipos de exposição: aguda – efeitos dentro das primeiras 24 horas (alergias, irritações, por exemplo), e crônica - probabilidade de causarem efeitos a longo prazo (caso de doenças mais graves como câncer, alterações reprodutivas, etc.).



Produtos podem oferecer risco a crianças


No caso dos repelentes específicos para uso infantil, todos apresentam risco de reações adversas nas primeiras 24 horas a partir da aplicação. Os piores resultados ficaram com os produtos Super Repelex e Xô Inseto Kids. 


Os resultados demonstram que alguns produtos especialmente formulados para crianças apresentam mais riscos de causar efeitos adversos do que aqueles formulados para o uso em família (crianças maiores de 2 anos).  

Em relação aos repelentes para uso família, todos os produtos se demonstraram seguros para uso em adultos. Já para as crianças, apenas os produtos Super Repelex, Xô Inseto e Off ! se mostraram com baixo risco de causar alguma adversidade, sendo o Xô Inseto o mais seguro dentre eles


Os produtos Exposis e Moskitoff devem ser utlizados com cuidado nas crianças acima de 2 anos, principalmente as mais sensíveis. 

O risco da exposição a longo prazo pode acarretar problemas mais sérios, ligados a: leucemias, câncer de pulmão, câncer de próstata, etc. Felizmente, neste quesito todos os produtos de uso familiar e infantil são seguros para uso em longo prazo, tanto para adultos quanto para crianças. 

Ao final do teste, o produto Johnson´s Baby, porém, apresentou o melhor resultado dentre todos. Já o produto Turma da Mônica, não pôde ter o risco em curto e longo prazo avaliado, porque não informa no rótulo a concentração do ativo correspondente para análise. 



Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!



Imprimir Enviar a um amigo