Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Colocar sal embaixo da língua para pressão baixa é MITO
Com certeza você já ouviu alguém aconselhando a colocar sal embaixo da língua para subir a pressão arterial. Saiba que, além de não recomendado, esse procedimento é muito perigoso. 
18 janeiro 2018 |
sal-embaixo-da-lingua

Você, com certeza, já ouviu alguém aconselhando outra pessoa a colocar uma pitadinha de sal embaixo da língua quando apresenta sintomas de pressão baixa, como tontura, dor de cabeça e sensação de desmaio, não é? Pois, da próxima vez em que presenciar essa cena, entre em ação e evite que isso aconteça.

Esta atitude, além de desaconselhável, pode fazer com que este sal demore até 2 dias para aumentar a pressão sanguínea, portanto, não tem efeito imediato sob a pressão, porque o sal retém os líquidos do corpo e só depois aumenta o volume de sangue, combatendo a pressão baixa, e todo esse processo pode demorar de 24 a 48h para ser concluído. Apesar da ingestão de sal ajudar no controle da pressão baixa, não é preciso que a pessoa com baixa pressão aumente a quantidade de sal em suas refeições.

De acordo com os dados Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF/IBGE) de 2008, o brasileiro consome cerca de 12 gramas por dia de sódio, uma quantidade maior que o dobro recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que de até 2g de sódio por dia, que equivale a até 5g de sal (de cozinha) por dia.

pressao-arterial

O que fazer em caso de crise de pressão baixa

O que se recomenda fazer quando o indivíduo está com pressão baixa e tem sensação de desmaio, é deitá-lo no chão deixando as pernas elevadas, de forma que fiquem acima do nível do restante do corpo. Dessa forma, o sangue fluirá mais rapidamente para o coração e para o cérebro, fazendo com que o mal estar desapareçam em instantes.

Outra alternativa é tomar 1 copo de suco de laranja fresquinho e comer um biscoito salgado. Tomar café ou chá preto, é uma boas estratégia para a pessoa sentir-se melhor, já que a cafeína e o estímulo da digestão aumentarão a circulação sanguínea e, consequentemente, os batimentos cardíacos e a pressão.

Estratégias para regular a pressão naturalmente

As pesquisas apontam que até mesmo as pessoas que têm pressão baixa, podem sofrer com a pressão alta no futuro, porque tendem a consumir mais alimentos com alto teor de sódio no dia a dia. Assim, é recomendado que mesmo as pessoas que apresentem pressão baixa consumam, até 2g de sódio (ou até 5g de sal) indicados pela OMS e evitem períodos prolongados de jejum, comendo regularmente a cada 3 ou 4 horas.

sal-na-comida

Dicas para redução do sal na alimentação

  • Retire o saleiro da mesa;
  • Evite produtos com Glutamato monossódico (aditivo realçador de sabor) – Utilizado em alguns condimentos e sopas, principalmente – estudos mostram que esse aditivo é potencialmente perigoso!
  • Substitua o sal por temperos naturais, como cebola, alho, salsinha, cebolinha, orégano, hortelã, limão, manjericão, coentro e cominho, entre outros;
  • Fuja dos salgadinhos (batata frita, amendoim, castanha de caju);
  • Modere nas conservas (azeitona, picles, extrato de tomate, maionese pronta, etc);
  • Cuidado com os produtos doces... biscoitos, por exemplo, que o sal está “escondido”;
  • Não coloque sal antes de experimentar o alimento – experimente a comida antes;
  • Evite carnes salgadas (bacalhau, charque, carne-seca e defumados);
  • Não dose por pitada, use uma colher pra ter noção da quantidade que está sendo dosada;
  • Uma forma de prevenção da hipertensão: maior ingestão de potássio – dieta rica em vegetais e frutas (2 a 4 g de potássio/dia);
  • Os substitutos do sal contendo cloreto de potássio e menos cloreto de sódio são úteis para reduzir a ingestão de sódio e aumentar a de potássio. A esta mistura de cloretos de sódio e potássio se dá o nome de SAL LIGHT. Segundo Inmetro, o sal light é constituído por 50% cloreto de sódio e 50% cloreto de potássio.

Adotando novos hábitos, o paladar se acostuma, aos poucos, com menos sal na alimentação.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

arsenio-no-arroz
feijao-causa-gases
teste-azeite
lavar-arroz

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.