Notícia

PROTESTE questiona indicações na ANS

13 outubro 2009

13 outubro 2009

Ligação de maioria de diretores com operadoras de planos de saúde pode prejudicar o consumidor.

A PROTESTE Associação de Consumidores enviou ofício ao presidente e aos integrantes da Comissão de Assuntos Sociais do Senado para que rejeitem as indicações de Leandro Reis Tavares e Maurício Ceschin para cargos de diretores da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A escolha dos nomes foi formalizada na edição de 9 de outubro do Diário Oficial. “Será danoso para o consumidor um agência ter 3 dos 5 dirigentes ligados a planos de saúde”, observa Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Associação.

Na avaliação da PROTESTE a qualificação técnica é  que deveria prevalecer na indicação para evitar conflito de interesses. “ É preocupante a Agência contar em sua diretoria com maioria de pessoas ligadas às empresas”. Os dois indicados serão sabatinados pela Comissão e depois haverá votação no Plenário, antes de ir à sanção presidencial.

Hoje, um dos diretores, Alfredo Luiz de Almeida,  que ocupa o cargo há cinco anos,  é oriundo da diretoriada Amil, uma das maiores empresas privadas de planos de saúde, e foi proprietário de uma empresa de consultoria para essas operadoras.

A ANS regula a relação entre prestadoras de saúde suplementar e consumidores, acompanha a saúde financeira das empresas, fusões, aquisições e promove o interesse público nesta área.  Uma questão polêmica por exemplo é  o ressarcimento ao Sistema Único de Saúde por atendimentos prestados a usuários de planos de saúde.Quando foram feitas as indicações pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, a PROTESTE já havia enviado ofício pedindo para reavaliar a decisão.

Ceschin trabalhou na Medial e na Qualicorp - empresa que faz a intermediação entre operadoras de planos de saúde e sindicatos. Reis Tavares foi chefe médico da Amil Resgate Saúde entre 2006 e 2007.Ceschin já trabalhou na direção do Hospital Sírio Libanês. Atualmente Reis Tavares já atua como assessor da ANS.


Imprimir Enviar a um amigo