Notícia

Queixas contra convênios são comuns

20 fevereiro 2013
queixas-planos-de-saude

20 fevereiro 2013

Demora no atendimento e negativa de cobertura estão entre as principais reclamações de usuários de todo o país.

Um levantamento feito pela Associação Paulista de Medicina (APM), em 2012, dá uma ideia dos problemas que milhares de beneficiários de todo o país enfrentam com frequência. Demora no atendimento, negativa de cobertura, falta de autorização para procedimentos e reajustes abusivos de mensalidades foram os mais mencionados pelos entrevistados.

Independentemente da divergência que você tiver com sua operadora, não se esqueça de recorrer à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), responsável por regular e fiscalizar o setor no Brasil. O órgão pode suspender e até mesmo cancelar planos de saúde. Prova disso é que muitas empresas só entram em acordo com o consumidor após a intervenção da agência.

Não pense duas vezes: recorra à Justiça em casos de urgência

Justiça também é uma alternativa, sobretudo em casos de urgência. Se você ou algum familiar necessitar de um procedimento imediato, negado pelo plano, procure o plantão judiciário, que funciona 24 horas por dia no fórum ou tribunal de sua cidade.

É preciso ir acompanhado de um advogado ou, se não tiver como arcar com os custos, utilizar os serviços do defensor público plantonista para ingressar com um pedido de liminar.

Outra dica: sempre tenha em mãos o contrato do seu plano, para saber os seus direitos e se a operadora está cometendo abusos. No artigo de capa da revista Dinheiro&Direitos nº 42, você encontra um modelo de solicitação de contrato.


Imprimir Enviar a um amigo