Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Tenha muito cuidado com os cofres de hotéis
Mesmo que você digite sua senha, alguns dispositivos também podem ser abertos com um código padrão. 
24 maio 2017 |
PIM_02_ab
 
Quando se hospedar em um hotel, pense bem antes de deixar algum pertence de valor no cofre do quarto. Na Internet, diversos vídeos circulam denunciando que esses dispositivos podem ser abertos por qualquer pessoa que digite códigos simples, como 000000.  

Em primeiro lugar, saiba que todos vêm de fábrica com uma senha mestra, para que possam ser abertos em qualquer situação. Contudo, também permitem que você crie o seu código secreto na hora que quiser. 

Acontece que não é raro que alguém esqueça essa senha. Por isso, existe a padrão ou mestra.  O problema é que se os hotéis não as modificarem, conforme orientam os manuais de instrução, os dispositivos poderão ser abertos com facilidade por terceiros, usando caracteres como 111111, 999999, etc.

 

pim01cd

 
Há modelos, contudo, que não possuem uma senha, mas, sim, uma chave mestra. Essa medida é muito mais eficaz, porque exige que o hotel chame um técnico autorizado ao quarto do hóspede para abrir o cofre em caso de esquecimento da senha e para a configuração de uma nova.

Ao chegar a um hotel e quiser usar o cofre, pergunte se a senha mestra foi alterada. Se a resposta for não, peça que eles façam a mudança.  

E se o cofre for violado?  

Neste caso, a responsabilidade pelo furto é do estabelecimento, independentemente de o cofre ser localizado dentro ou fora do quarto. Contudo, na prática, é comum que essas empresas se esquivem ou até mesmo neguem sua responsabilidade, inclusive, com avisos expostos nos locais.

O primeiro passo é notificar o responsável pelo hotel, solicitando sua presença no local para comprovação e registro do fato, por escrito ou com fotos. Solicite as imagens do sistema de segurança para buscar possíveis suspeitos e identificar alguma movimentação incomum.

Faça um boletim de ocorrência e guarde cópia do contrato, reservas e serviços contratados que comprovem sua estadia no local na data do ocorrido. Entre em contato com o hotel, apresente esses documentos e exija o reparo integral dos danos. Se não houver um acordo amigável, você deverá ingressar com uma ação na Justiça para ser ressarcido pelos prejuízos que teve. 

Não aceite ficar no prejuízo! Reclame aqui com a ajuda da PROTESTE ou entre em contato com o Serviço de Defesa do Consumidor pelo número 0800-282-2204.


Leia também

alimentação
economizar
dúvidas
conta

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.