Notícia

Uber: usuários reclamam de erros em trajetos

19 dezembro 2016
uber

19 dezembro 2016
Problema vem sido apontado por muitas pessoas que usam o serviço. Quer saber como se proteger ou contornar a situação? Então fique atento a este artigo. 

Por apresentar um serviço diferenciado, e oferecer um preço mais em conta em relação ao cobrado por taxistas, o serviço de Uber caiu no gosto do público e conquistou fãs pelo mundo, inclusive no Brasil. No entanto, de uns tempos para cá, usuários vêm revelando erros no trajeto, o que, consequentemente, eleva, e muito, o preço da corrida. 
Na cidade do Rio de Janeiro, uma mulher que pegou Uber no bairro Leblon levou 2h30 para chegar ao aeroporto – o trajeto, no entanto, é normalmente feito em 40 minutos. Ela entrou na Justiça e a empresa foi condenada a pagar R$ 12 mil. 
Outro exemplo é o caso de um inglês que solicitou Uber após uma noitada. O motorista percebeu que o usuário estava alcoolizado e, para chegar ao destino, fez um trajeto muito maior do que o necessário. Resultado: a corrida que levaria, em média, 16 minutos, saiu a um valor equivalente a R$ 530.
São vários os motivos que levam ao percurso mais longo: é possível que o próprio aplicativo sugira esse trajeto ou motorista pode se perder. Existe também a possibilidade de haver mudanças no caminho, como obras ainda não atualizadas no GPS. Além disso, não é impossível que, infelizmente, o motorista erre o percurso por má-fé

uber 

É importante correr atrás dos seus direitos

Independentemente do motivo, você deve sempre abrir uma reclamação ao perceber que o trajeto realizado foi muito mais longo do que o necessário. Isso porque a Uber avalia o relato, revisa o valor da corrida e, caso seja comprovado o erro, reembolsa o usuário. Para fazer a reclamação, siga este passo a passo:

1. Abra o aplicativo Uber e clique nos três tracinhos acima, à esquerda.
2. Clique em ajuda.
3. Clique em “Revisão do valor de viagens”. Em seguida, escolha a viagem em que houve erro.
4. Clique em “preços e taxas”.
5. Clique depois em “meu motorista fez um caminho ruim”. 
6. Por fim, escolha a opção que diz o motivo do caminho ter sido inadequado.

Tenha em mente que só é possível fazer a revisão do valor da corrida em até 30 dias após a viagem. Também vale ficar atento ao caminho percorrido. Se possível, antes de solicitar o serviço, cheque o trajeto em mais de um aplicativo de GPS e sugira ao motorista o melhor caminho a ser percorrido. Por mas que se trate de um serviço em que o percurso é fornecido de forma automática, é necessário se proteger contra possíveis erros. Outro cuidado é pedir que o motorista encerre a corrida na sua frente. E não se esqueça de avaliá-lo ao final da viagem.

 


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo