Notícia

Supermercado: praticidade fala mais alto

24 janeiro 2013

24 janeiro 2013

Nossa pesquisa mostra que na hora de abastecer a despensa, os brasileiros escolhem lojas mais próximas de casa ou do trabalho.

Quem diria! A praticidade vence a economia quando o assunto é encher os armários da cozinha. Nossa pesquisa com 1822 brasileiros revelou que 35,6% optam por lojas que estão no caminho de casa ou do trabalho. Preços bons aparecem em segundo lugar, sendo motivo de decisão para 20,2% dos respondentes; e variedade de produtos e marcas é a principal escolha para 12%.

Quanto maior a loja, mais cara a compra

O valor das compras vai depender do tamanho do estabelecimento. Na última ida ao mercado, as famílias que foram ao hipermercado gastaram, em média, R$ 342; no supermercado, o gasto foi de R$ 260; e nas lojas de sortimento limitado e de conveniência, de R$ 173 e R$ 83.

Também perguntamos aos respondentes, o que eles haviam colocado no carrinho na última compra: 82% comida e bebida, higiene pessoal (64%), produtos de limpeza (62%) e cosméticos (19%). E apenas 2% das pessoas adquiriram brinquedos ou jogos.

Cartão de crédito é preferência

A forma de pagamento preferida dos brasileiros é o cartão de crédito (31,5%), seguida pelo cartão de débito (26,9%) e dinheiro (25,7%). E apenas 7% dos participantes de nossa pesquisa pagam suas contas quando vão às compras.


Imprimir Enviar a um amigo