Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Você sabe escolher frutas, verduras e carnes?
Nos supermercados, os preços podem ser bem altos, mas nem sempre os produtos apresentam a qualidade esperada. Confira nossas dicas para não levar prejuízo.

24 novembro 2016 |
frutas

No nosso último estudo de preços de supermercados, divulgado em setembro de 2016, constatamos que a variação de preços dentro de uma mesma cidade pode ser bem grande. No caso de carnes e hortifrúti, os valores chegaram a apresentar uma diferença de mais de 100%. Por exemplo: em Florianópolis, a batata comum teve uma variação de 125% e, no Rio de Janeiro, a carne bovina chã, 139%.

hortifruti 

Apesar dos valores serem, em alguns casos, bem salgados, a qualidade dos produtos nem sempre acompanha. Por isso, é preciso não apenas pesquisar preços, mas também saber escolher. No caso dos legumes, por exemplo, o ideal é optar pelos produtos sem manchas escuras e resistentes ao toque. Já as verduras devem estar com a cor viva, sem perfurações. E fuja das folhas amareladas e amolecidas. Depois de comprá-las, procure consumir logo. As folhas duram apenas três dias e, mesmo assim, se conservadas em vasilha ou saco, dentro da geladeira.

Quanto às frutas, prefira as pesadas, firmes e sem sinais de bolor. Como possuem texturas, tamanhos e pesos diferentes da outra,, é bom sempre apelar para aqueles “truques da vovó”. Ao comprar abacaxi, por exemplo, retire uma das folhas da coroa. Se ela sair facilmente, é sinal de que está maduro. Para escolher o melhor abacate, jogue-o para o alto e verifique o peso – quanto maior o peso, maior o rendimento. No caso de frutas embaladas, como caqui e morangos, observe não só as que estão por cima do pacote, mas também as de baixo. Do contrário, você pode ter uma surpresa desagradável ao chegar em casa.

açougue

Carne precisa estar vermelha

Fique de olho aberto também ao comprar carne. A principal dica é: observe a cor da peça. O ideal é que esteja vermelha, sem manchas escuras, e com veios de gordura brancos ou levemente amarelados. Uma dica é realizar o teste do toque. Se o tecido da carne ceder e voltar ao normal na mesma hora, você pode consumir sem susto. Quando comprar o produto fechado, tenha atenção também na quantidade de líquido presente na embalagem. Se estiver muito encharcada, a carne perde seu valor nutritivo e pode ressecar com facilidade durante o cozimento.

Independentemente do produto a ser comprado no supermercado, cheque sempre o seu odor. Se apresentar um cheiro diferente do habitual, é melhor não levar. E tenha sempre em mente um último detalhe: só adquira grandes quantidades de alimentos se for consumi-lo rapidamente. Evite, assim, o desperdício.

 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2205 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3800 (de celular).

 

Leia também

apple
Carro andando na chuva
cobertura-seguro-carro
Internet 2

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.