Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Suplemento: economize no supermercado
Pelo terceiro ano seguido a PROTESTE compara e identifica o supermercado mais barato. Em São Paulo, a economia pode superar R$ 1 mil.
 
03 setembro 2007 |
Pelo terceiro ano consecutivo, a PROTESTE pesquisou e comparou os mercados de 13 cidades de 8 estados, além do Distrito Federal: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Guarulhos, Jaboatão dos Guararapes, Niterói, Olinda, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Foram quase 800 estabelecimentos, visitados, mais de 100 mil preços anotados. No final, a comparação de preços de 97 produtos conseguiu indicar onde você faz seu dinheiro render mais. Para que consumidores com diferentes perfis pudessem se beneficiar da pesquisa, montamos duas cestas de compras – uma com base em produtos com marcas definidas e outra formada por produtos com os menores preços em cada mercado visitado.

Na cesta 1 há ainda três subcestas. Uma só com produtos de mercearia. Outra apenas com artigos de higiene e limpeza. E uma última retirando carne, frutas e legumes. Ao final, além da diferença percentual entre todos os supermercados da região, você ainda saberá qual a rede mais barata em cada cidade, o tipo de loja mais econômico (de conveniência, hard discount, hiper ou supermercado) e se vale a pena fazer as compras pela internet.

Para você ter uma idéia da economia que esse suplemento pode proporcionar, na Bahia, a diferença de preços dos produtos da cesta 1 entre o supermercado mais barato e o mais caro superou R$ 800. Mas em São Paulo, a economia na compra da cesta 2 foi além de R$ 1 mil.

Consulte o guia de preços na íntegra, na revista PROTESTE 62.

Leia também

preco-galaxy-s7
plano-de-celular
prato
minimo-cartao

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.