Universo PROTESTE:

Alimentação

Notícia

Peixe Panga não oferece riscos à saúde

4 março 2013
Peixe Panga não oferece riscos

Após avaliação da PROTESTE, a espécie de peixe que causou polêmica na internet é recomendada como uma opção de qualidade para compor as refeições.

Nos últimos meses circularam na Internet inúmeros boatos, por e-mails e nas redes sociais, afirmando que o peixe Panga, por ser cultivado em rios do Vietnã, estaria contaminado com elevados níveis de resíduos ou contaminantes, metais pesados e bactérias. Para investigar se realmente existiam problemas de higiene e se a espécie é imprópria para consumo, a PROTESTE testou diferentes marcas deste peixe comercializado no Brasil.

Em outubro de 2012, as amostras adquiridas pela PROTESTE em supermercados do Rio de Janeiro e de São Paulo foram das marcas: Buona Pesca, Costa Sul e Leardini. Após a realização das análises microbiológicas não foram encontrados problemas de higiene e de contaminantes químicos que comprometessem a qualidade e a segurança do produto. Desta forma, todas as amostras foram consideradas de boa qualidade e seu consumo deve ser incentivado como fonte de proteína.

No Brasil o controle e fiscalização dos pescados é responsabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que também investigou a procedência do peixe Panga na última missão sanitária realizada no Vietnã, em 2009. A visita verificou se o sistema de inspeção pode ser considerado equivalente ao brasileiro e se o cultivo está atento ao controle laboratorial de resíduos e contaminantes.

As amostras coletadas pelo Ministério e analisadas nos laboratórios oficiais apresentaram resultados conformes com as normas brasileiras e não houve motivos para suspender as importações do produto por razões sanitárias. A espécie é exportada para países de todo mundo e recebe frequentemente missões das autoridades sanitárias desses mercados importadores com seus respectivos sistemas de inspeção.

O peixe Panga ou Gato, nomes comuns dados à espécie Pangasius, é produzido em aquicultura e vendido em filés frescos ou congelados. O preço por quilo das amostras testadas no Brasil varia entre 12,48 e 8,69 reais.

Veja ao lado uma sugestão de receita para saborear o peixe Panga com toda a tranquilidade.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!



Veja também

É associado?  Entre Cadastre-se