Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Covid-19: seis exames são adicionados à cobertura obrigatória dos planos de saúde
Resolução da ANS amplia as possibilidades de diagnóstico e uma resposta mais rápida e efetiva dos profissionais de saúde. PROTESTE ressalta a relevância dessa medida para análise adequada. 
29 maio 2020 |

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), alinhada aos protocolos do Ministério da Saúde, adicionou mais seis exames que ajudam na identificação do novo coronavírus a lista de cobertura obrigatória dos planos de saúde. A medida entra em vigor a partir de hoje (29) com a publicação da Resolução Normativa no Diário Oficial da União. Os procedimentos contribuem para o diagnóstico diferencial do vírus e o acompanhamento de situações clínicas graves. 

 “Essa nova medida da ANS é essencial para garantir que os beneficiários de planos de saúde tenham acesso ao diagnóstico adequado tanto do Coronavírus como de outras patologias que podem levar ao agravamento do seu quadro de saúde. Não temos dúvidas de que neste contexto de pandemia e crise econômica, o papel do sistema de saúde suplementar torna-se ainda mais relevante na nossa sociedade” diz Juliana Moya, especialista em direito do consumidor da PROTESTE.

Os seguintes testes se tornaram de cobertura obrigatória:

 • Dímero D (dosagem): já obrigatório aos planos de saúde, mas, ainda não era utilizado para casos relacionados à covid-19. É um exame fundamental para diagnóstico e acompanhamento do quadro trombótico e tem papel importante na avaliação prognóstica na evolução dos pacientes com o vírus. 

Procalcitonina (dosagem): recomendado entre as investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves com coronavírus, auxiliando na distinção entre situações de maior severidade e quadros mais brandos da doença. 

Pesquisa rápida para Influenza A e B e PCR em tempo real para os vírus Influenza A e B: a incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para otimizar o arsenal diagnóstico disponível. A pesquisa rápida é recomendada para investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves. O diagnóstico diferencial é importante, pois a influenza também pode ser causa de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS). 

Pesquisa rápida para Vírus Sincicial Respiratório e PCR em tempo real para Vírus Sincicial Respiratório:  a incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para aprimorar as possibilidades. O teste rápido para o VSR é útil no diagnóstico diferencial da coronavírus em crianças com infecção viral grave respiratória.

Essa é a segunda inclusão extraordinária relacionada ao novo coronavírus no Rol de Procedimentos da ANS. A primeira, em março, determinou como obrigatório aos planos de saúde a cobertura do exame para o diagnóstico da covid-19.

SAIBA MAIS: Planos de saúde devem cobrir testes do Coronavírus

 

Leia também

atendimento-juridico

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.