Notícia

Lista de Planos de Saúde reclamados na ANS volta a ser divulgada

24 novembro 2015

24 novembro 2015

Ausência da divulgação desses índices prejudica consumidores que ficaram sete meses sem informações que são essenciais na hora de contratar um plano. Para a PROTESTE, ainda falta clareza em nova metodologia adotada.


Sete meses após a suspensão, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) voltou a divulgar a lista de operadoras de planos de saúde mais reclamadas. A retomada ocorreu três meses depois que a PROTESTE enviou ofício lamentando a decisão de deixar de divulgar tais informações que acabam limitando o acesso a dados importantes, e que ajudariam a escolha na hora de contratar. 


Com relação ao novo formato, faltou a discussão com a sociedade para reformulação dos indicadores utilizados. Na avaliação da PROTESTE com a nova metodologia adotada muito embora haja uma série de informações a respeito das reclamações, como ranking e assunto, falta clareza para que de fato haja compreensão do que acontece no mercado. 



Informações são insuficientes 


Há uma grande dificuldade para o consumidor obter as informações, principalmente por operadora. Elas estão numa planilha complexa. Além disso, existe um problema no “agrupamento” dos números. Ou seja, a ANS considera Inativas as reclamações resolvidas e também as sem resposta do consumidor. 


Da forma como os dados das queixas estão disponibilizados na página, é pouco provável que se tenha acesso a essas informações e ao detalhamento delas. Isso impossibilita compreender a real situação da empresa


A suspensão da divulgação do índice, ainda que por um período determinado, quebrou um histórico de 13 anos em que os dados foram expostos de forma ininterrupta. Os dados gerais das reclamações por operadora de plano de saúde, com dados até setembro, podem ser consultados aqui



Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo