A partir de Proteste Gostaríamos de informar que o nosso website utiliza os seus próprios e Cookies de Terceiros para medir e analisar a navegação dos nossos usuários, a fim de fornecer produtos e serviços de seu interesse. Ao utilizar o nosso website você aceita desta Política e consentimento para o uso de cookies. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações em aqui.

Universo PROTESTE:

Seminário debaterá crise de Plano de Saúde

04 out 2012
As saídas para resolver a má qualidade dos serviços e as dificuldades dos consumidores estarão em debate pelos especialistas

Os consumidores continuam sofrendo com serviços de má qualidade prestados pelos Planos de Saúde. Os clientes têm dificuldades para acessar até os serviços mais básicos, como agendamento das consultas e têm  procedimentos negados, em situações até quando já estão internados, correndo risco de morte.

Para discutir a realidade dos Planos de Saúde a PROTESTE Associação de Consumidores e Instituto Ágora Estudos e Pesquisas em Qualidade de Vida, com apoio do Instituto do Legislativo Paulista (ILP), promoverá na próxima terça-feira  (9) em São Paulo, o Seminário Planos de Saúde: acesso, qualidade e informação. Crise na assistência?

Ainda há vagas para participar gratuitamente do evento, que será realizado  no Auditório Paulo Kobayashi da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo,  na Avenida Pedro Álvares Cabral nº 201,das 9 às 13 horas, do dia 9. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: seminario@proteste.org.br. Serão fornecidos certificados.

O objetivo do encontro é reunir especialistas brasileiros para debater a realidade do acesso dos beneficiários à rede assistencial dos Planos Privados de Saúde. Com isso será possível conhecer melhor e identificar as principais demandas e origem das dificuldades relatadas pelos usuários. Isso permitirá o encaminhamento aos órgãos responsáveis, de forma a assegurar ao consumidor o adequado atendimento no tempo, oportunidade e qualidade requeridos quando da contratação de serviços médicos e hospitalares.

Entre os esforços da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para conter o avanço das irregularidades no atendimento dos planos de assistência médica, inclui-se consulta pública, para obrigar às empresas que informem, em no máximo 48 horas, o porquê de terem negado atendimento.

O sistema privado de saúde está sobrecarregado  e o usuário não consegue o acesso que necessita, com a urgência que precisa, apesar de pagar pelo serviço. "Nós temos uma quantidade grande de usuários, e as redes assistenciais são as mesmas que atendem a várias operadoras. Isso tem que ter uma solução estrutural", avalia a coordenadora institucional da PROTESTE, Maria Inês Dolci.


Programa

O Painel I do Seminário terá como  moderador o Deputado Marcos Martins - Presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de SP. Serão expositores: Gisele Rodrigues - Pesquisadora da PROTESTE; Carla de F. Soares - Diretora Adjunta da Direto­ria de Normas e Habilitação dos Produtos/DIPRO da ANS; Representante do Conselho Administrativo de Defesa Econômica/CADE; Paulo Arthur Lencioni Goes - Diretor Executivo PROCON/SP .

O Painel II terá como moderador Renato Azevedo Júnior - Presidente do Conselho Regional de Medicina/CREMESP , e como expositores: Eduardo de Oliveira - Secretário-Geral da Federação Brasileira de Hospitais (FBH);Regina Parizi - Presidente do Instituto ÁGORA; Florisval Meinão - Presidente da Associação Paulista de Medicina/APM. E no final serão apresentadas propostas e haverá encerramento por Maria Inês Dolci - Coordenadora Institucional da PROTESTE e Regina Parizi - Presidente do Instituto Ágora.