Especial

Dieta de revista pode ser perigosa

05 fevereiro 2013

05 fevereiro 2013

Leia nosso estudo, que analisou regimes publicados em sete revistas, e saiba como não cair nas armadilhas que podem fazer mal para sua saúde. 

Entrevista: nutricionistas apoiam a PROTESTE

Presidente do Conselho Federal de Nutricionistas, Élidio Bonomo, apoia nosso estudo que questiona a qualidade das dietas milagrosas publicadas em revistas femininas e de boa forma. Além disso, ele alerta sobre a necessidade da orientação de um profissional de nutrição habilitado para perder peso sem prejudicar a saúde.


Qual a opinião do CFN quanto às dietas publicadas nas revistas femininas e de boa-forma vendidas no Brasil?
Estamos iniciando uma campanha para orientar as pessoas que não podem fazer dietas com restrição de alimentos, por exemplo, que são comuns nessas publicações, sem um diagnóstico clínico e acompanhamento de um profissional habilitado. As pessoas precisam se conscientizar de que dietas milagrosas são prejudiciais a saúde.

De que forma o leitor pode se resguardar dessas dietas milagrosas?
A iniciativa da PROTESTE, apresentando um estudo a respeito, é extremamente importante para chamar a atenção do consumidor. Além disso, há duas alternativas. Uma é procurar ajuda médica e nutricional na rede privada ou pública de saúde. Outra é, caso a pessoa se sinta lesada por essas dietas ou identifique o exercício ilegal da profissão de nutricionista, faça uma denúncia nos Conselhos Regionais de Nutrição, que possuem mecanismos legais para atuar nesses casos. É importante ter a consciência de que a orientação nutricional não é coletiva, como fazem essas revistas, mas sim individualizada.


Imprimir Enviar a um amigo